segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Tem fome? Respire...

(Tradução de discurso publicado a 15 de Dezembro de 2009 no fórum TMC Weight Loss Virtual Speakers Bureau - nota: o fórum dedica-se ao tema "Alimentação", razão pela qual o discurso está orientado nesse sentido)

«Respire…

Antes de começar a ler, sente-se confortavelmente, inspire profundamente, coloque som no computador e desfrute este vídeo:



Efectivamente o mundo está a mudar… e rápido! Tão rápido que nos USA muitos dos jovens já nem usam e-mail – é demasiado “old fashioned”. Como se refere no vídeo, calcula-se que a informação técnica actualmente duplique a cada 2 anos. Estima-se que em 2015 ela duplicará a cada… 72 horas! Está mesmo tudo a acelerar. Até este vídeo já se encontra desactualizado (se procurar no youtube, já existe a versão 4.0).

Este e outros fenómenos (ex. novo “paradigma” das redes sociais, pressão cada vez maior para atingir objectivos organizacionais, medo espalhado constantemente pelos media, falta de tempo das pessoas para se dedicarem ao desenvolvimento pessoal, etc.) estão a levar as pessoas cada vez mais a sentirem que estão a perder o controlo, sendo que muitas delas se refugiam na comida como uma forma de escape e de prazer momentâneo para uma fome que é tudo menos física.

Vários autores dividem o ser humano em 4 partes (física, mental, emocional e espiritual) e defendem que é necessário trabalhar todas para que possa existir uma verdadeira harmonia e bem-estar. Assim, trabalhar apenas o lado físico (ex. fazer uma dieta) para resolver um problema que é holístico, é o mesmo que arranjar apenas a chapa de um carro estampado e não arranjar o motor, as rodas, a direcção, etc...

Com a pressão do mundo exterior e a falta de tempo para trabalhar as 4 áreas que nos compõem, o que fazer então?

Antes de mais, fazer uma pausa para ver este vídeo e tentar acompanhar o ritmo:



É verdade, a respiração é efectivamente uma das únicas práticas que trabalha ao mesmo tempo a parte física, mental, emocional e espiritual de um indivíduo. Por alguma razão há trabalhos de milénios feitos só à volta dela.


Antes de continuar a ler, pare e verifique se está a respirar. Estou a falar a sério. Verifique mesmo. Está? Óptimo! E como está a sua respiração? Rápida, lenta, peitoral, abdominal…? Uma coisa pelo menos já conseguiu fazer: parar de pensar nem que fosse por um breve momento!



Ora vamos ver como a respiração nos pode ajudar nos vários níveis.

Nível Físico:
- Logo para começar, caso ainda não tenha reparado, se não respirar, morre, pois precisa de oxigénio para viver.

- O nosso sistema linfático é um dos principais responsáveis pela eliminação das toxinas do corpo. Ele tem, no entanto, um problema. Enquanto o sistema circulatório tem um motor para movimentar o sangue (i.e. o coração), o sistema linfático está dependente principalmente de 2 coisas para movimentar a linfa: a movimentação do corpo e… adivinhou! A respiração.

- A respiração é também uma das principais responsáveis pela renovação do nosso corpo. Somos um organismo cujas células são baseadas no átomo de carbono e se adquirimos o carbono através dos alimentos, libertamo-lo através… da respiração.


Nível Mental:
- O nosso cérebro, apesar de representar apenas 2% do nosso corpo, consome 25% da energia corporal. E para funcionar bem, para além da energia (dada pela glucose), precisa de oxigénio. E para ter oxigénio precisamos de… respirar!


Nível Emocional:
- Já reparou como respira quando está tranquilo? E como o faz quando está sobre stress? Sabia que a maioria das terapias mais eficazes para redução do stress (ex. MBSR – Mindfulness Based Stress Redution) passam por ensinar as pessoas a… respirar?

- E só a título de curiosidade, sabia que uma das principais causas dos ataques de pânico é… a má respiração?


Nível Espiritual:
- Verifique novamente se está a respirar. Já reparou que quando o fez se obrigou a parar de pensar e a focar a sua atenção no momento presente? Diz-se que uma das principais causas da infelicidade do ser humano é a incapacidade para viver no presente, pois a sua mente está constantemente ou no passado (a reviver coisas que já aconteceram), ou no futuro (a antecipar coisas que ainda não aconteceram). Há até vários teólogos que defendem que o actual “pecado” Cristão defendido pela Igreja nada tem a ver com as palavras de Jesus - é um lapso que se deve a um erro de tradução da palavra Grega “sin” que significa… “falhar a marca”, ou seja, o momento presente.

Há muitos milhares de anos que alguns dos nossos antepassados se aperceberam disso e desde então a respiração tem sido uma prática utilizada por diferentes correntes (ex. Budismo, Yoga, etc.) como um portal para o "divino".


Ou seja, a próxima vez que sentir fome… pare... e respire. Use a respiração para estar no presente. Olhe para dentro e veja de onde vem essa fome que o invade. “Olhe-a nos olhos” e sinta-a verdadeiramente. Como é que ela se manifesta? Como um impulso incontrolável, como um aperto no estômago, como um salivar? Verá que a maioria das vezes quando olha a fome no presente ela vai-se embora na próxima inspiração…


Antes de me despedir, gostava de partilhar um vídeo que considero inspirador, não pelo tema da respiração, mas pela vida no global:



Obrigado por ter lido este post até ao fim e por ser uma pessoa fantástica, pois só as pessoas fantásticas é que apostam no seu desenvolvimento pessoal!

Obrigado a todos e, por todas as razões… respirem!

Vasco Gaspar»